São Paulo 26/2/2021 – Realizamos de março pra cá, mais de 100 eventos online, nos quais buscamos proporcionar um conteúdo inédito, interessante e até mesmo lúdico

Instituições culturais de São Paulo apresentaram aumento de visitas em mostras e eventos online durante o ano de 2020, indicando que mesmo em tempos de distanciamento social, foi possível manter conexão com o público

Em meados de março de 2020, museus e centros culturais de todo Brasil fecharam as portas à medida que a implantação de quarentena avançava pelo país. Com exposições, eventos e projetos programados para o ano todo, as instituições precisaram se reinventar e criar planos emergenciais para continuar na ativa mesmo com as portas fechadas, mantendo contato próximo com seus frequentadores. Sendo assim, os eventos online ganharam espaço em sites e redes sociais, para que o funcionamento e a troca com o público fossem mantidos, mesmo que à distância.

Com esse crescimento da atuação na internet, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo de São Paulo, divulgou recentemente que os museus do estado registraram 13 milhões de visitantes virtuais em 2020. Esse dado significativo mostra que a criação de conteúdo para o público online pode ser uma opção viável, já que o acesso rápido e fácil a grandes acervos do país ajuda principalmente aqueles que moram em outras cidades ou não têm condições de ir até os locais das exposições devido à pandemia.

Além dos museus, instituições como a Japan House São Paulo, centro fomentador da cultura japonesa aberto em 2017 na Avenida Paulista, em São Paulo, apresentou ao público um projeto especial no ambiente online, o #JHSPONLINE, para manter em seus canais digitais (site, Facebook, Instagram, Twitter, YouTube e LinkedIn) sua missão de revelar o Japão de hoje combinando artes, costumes e negócios, por meio de conteúdo diverso que inclui vídeos com especialistas, atividades educativas relacionadas às exposições, experiências sensoriais feitas à distância, lives com convidados e webinars que alcançaram 5 milhões de pessoas em 2020. “Realizamos de março pra cá, mais de 100 eventos online, nos quais buscamos proporcionar um conteúdo inédito, interessante e até mesmo lúdico, como atividades voltadas às crianças, as do tipo ‘faça você mesmo’, contações de histórias, passando por atividades físicas com profissionais ensinando movimentos básicos de arte marciais e de danças japonesas, para serem reproduzidos em casa’’, conta Natasha Barzaghi Geenen, Diretora Cultural da instituição.

Do início do investimento no projeto até o final do ano, a Japan House São Paulo registrou um crescimento nas visitas em suas redes sociais, principalmente no YouTube, onde teve um aumento de 275% em inscritos no canal e mais de 30% curtidas em sua página do Facebook. “Esse foi o caminho que encontramos para manter um de nossos objetivos principais, reforçar a ponte entre o Brasil e o Japão. E foi uma grata surpresa quando notamos a conexão que pudemos construir com o público frequentador, além de poder chegar a um público maior e mais diversos em todo o país e no exterior”, comemora Eric Klug, Presidente da instituição. Mesmo após a reabertura em outubro do ano passado, os investimentos no projeto de sucesso seguem paralelos às exposições vigentes.

Filtros no Instagram com temas atrelados ao Japão e às exposições em cartaz, também foram uma aposta para integração do público com a instituição: foram oito filtros criados, que registraram mais de 340 mil aberturas. Para as próximas semanas, a novidade é o projeto “Turismo – Ciclo de Palestras”, que chega à programação para ampliar o conhecimento sobre as diferentes regiões do Japão e suas províncias, por meio de histórias, dicas e experiências de quem já morou no país. Serão transmitidas uma série de palestras, algumas abertas ao público e outras voltadas aos profissionais do trade, todas relacionadas a temas diversos como wellness, natureza, templos religiosos, atividades ao ar livre e aventura, entretenimento, entre outros. Para participar, o link de acesso é divulgado nos canais oficiais da Japan House São Paulo.

Outra instituição que obteve sucesso em suas mostras online foi o Museu da Imagem e do Som (MIS). Com a exposição virtual ‘Leonardo da Vinci – 500 anos de um gênio’, os visitantes são levados a uma imersão completa com experiências em realidade aumentada de objetos expostos no espaço físico e possuem acesso a uma série de vídeos com conteúdo que revelam aspectos curiosos do artista renascentista. É possível descobrir detalhes das obras expostas com auxílio de um audioguia e complementando o passeio digital, também são realizadas duas lives diárias com acesso exclusivo. Com o local reaberto ao público, a exposição também voltou em cartaz no ambiente presencial e fica até o dia 28 de março.

Serviço
Japan House São Paulo – Avenida Paulista, 52
Horário de funcionamento:
Terça-feira a Domingo, das 11h às 17h
Entrada gratuita
※Devido ao coronavírus, a instituição está funcionando com capacidade reduzida.

A JAPAN HOUSE São Paulo nas redes sociais:
Site: https://www.japanhousesp.com.br/
Facebook: www.facebook.com/JapanHouseSP/
Instagram: @japanhousesp
Twitter: //twitter.com/japanhousesp
YouTube: www.youtube.com/japanhousesaopaulo

MIS (Museu da Imagem e do Som) – Av. Europa, 158 – Jardim Europa
Leonardo da Vinci – 500 anos de um gênio | Data: até dia 28 de março
Horários: Segunda a sexta-feira: 17h30; sábados e domingos: 13h30 e 16h
Online e gratuita
https://www.mis-sp.org.br/exposicoes/virtual/32f227ac-3a89-4929-aa77-c36371d8aadd/leonardo-da-vinci-500-anos-de-um-genio-digital

Website: https://www.japanhousesp.com.br/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui